Levei a maior BRONCA

Oi Pessoal

A semana aqui começou demais. A Bruna teve virose, em seguida começou com uma tosse alérgica e agora uma super infecção de garganta que já estava chegando aos ouvidos. Mamãe ficou atenta a questão da garganta no sábado, quando a tia Flávia disse que ela não quis almoçar. Gente a Bruna abre a boca até para uma colher vazia… rsrsrs
Bem segunda-feira cedinho fui para a pediatra e levei a maior bronca, afinal eu estava “medicando” a Bruna sem ela saber e com o detalhe, a medicação que eu estava dando, estava mascarando o que realmente estava acontecendo. A bronca rendeu, me fez chorar e aprender a lição, tá doente, tá manhosa, deu febre, vamos para a médica. Aí me perguntam: Por que eu não mudo de médica? Por que eu fico aguentando essa doutora? Ela te fez chorar. Ela é terrorista… e escuto de tudo um pouco. O que tenho a dizer, essa médica é boa demais. Para se ter uma idéia, cheguei do consultório as 11 da manhã, dei os medicamentos e a 12 horas ela já conseguiu almoçar. Isso é medicamento correto. Sem contar que a Bruna passou mal é só pegar o carro e ir para o consultório. Ela não nega atendimento e não tem aquela fina de espera que judia demais das crianças e dos pais.
Bem a Bruna já dormiu muito melhor essa noite, a mamãe aprendeu a lição, agora é só esperar tudo passar.

Beijos

Renata

Anúncios

Febre

Programa Bem Estar – Rede Globo – 24/02/11

“A febre pode ser o sintoma de uma doença mais grave. Geralmente, ela é o primeiro sinal do corpo de que algo não vai bem. Pode ser desde uma dor de ouvido ou garganta até algo mais sério. Se um bebê de um mês, por exemplo, tem febre acima de 37º C, é preciso ir ao médico.”

“Por que ocorre a febre
O centro regulador da temperatura corporal está localizado no sistema nervoso central. É essa região que mantém o corpo humano funcionando a uma média de 36,5º C, temperatura ideal para as células funcionarem bem.
Quando entra no organismo algum agente infeccioso (como vírus ou bactérias), eles se multiplicam e liberam várias substâncias tóxicas. Essas toxinas produzem uma série de compostos que vão até o centro regulador – que segundo Ana Escobar pode se comparar a um botão de ar condicionado – e aumentam nossa temperatura para, por exemplo, 39º C.
O cérebro, então, envia uma ordem ao corpo para que ele gere calor. O organismo obedece, liberando várias substâncias, entre elas a adrenalina, que fecha os vasos periféricos (de mãos, pés e boca). Por essa razão, quando há febre, as extremidades do corpo costumam ficar arroxeadas e o sangue se concentra nos órgãos internos.
Além disso, há um aumento da frequência cardíaca e tremores, o que aumenta o calor do organismo. É nessa hora que a pessoa sente muito frio. O que o antitérmico faz é bloquear a ação das toxinas no hipotálamo e reduzir a temperatura para 36,5º C. O indivíduo passa a suar e liberar calor, momento em que o mais recomendado é tomar um banho morno e tirar o agasalho ou cobertor.”

Vacinas

Oi pessoal.

Bruninha ontem tomou três vacinas (duas de gotinhas e uma injeção) desde então uma febre que não passa de jeito nenhum… de quatro em quatro horas estou dando Tylenol, ela está tão abatida, molinha e chorona. É a reação que as vacinas causam.

Hoje fomos na pediatra, Bruninha está com 3,830 kg, levamos alguns exames e vamos fazer outros na próxima semana.

Agora o que está tirando o conforto da mamãe é o tempo que está passando rápido demais… logo a lincença acaba… aí só de pensar já dói o coração.

Abraços a todos.

Tenham um ótimo final de semana.

Renata